Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Enamorados

 

Cai o céu ao fim da tarde
Com o seu manto sobre a terra
Releva um mundo na escuridão
Tantos segredos em si encerra
 
Cobre a terra à noitinha
Num abraço celestial
E sussurra-lhe ao ouvido
"Como tu não há igual"
 
E fala de terras distantes
De aventuras e desventuras
De estrelas tão brilhantes
Mas nenhuma como a sua
 
Tocam-se no infinito
Na linha do horizonte
De tão perto é tão longe
Céu e terra, a monte.
 
publicado por jangadadecanela às 10:05
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De cuidandodemim a 2 de Fevereiro de 2010 às 15:00
Que bonito o namoro entre o céu e a terra :) gostei imenso do par que fizeste e daquilo que os colocaste a partilhar.
Bjns
De jangadadecanela a 4 de Fevereiro de 2010 às 17:34
Olá!

Sabes, cada vez mais tenho mais prazer em escrever... talvez seja como este namoro... :)

obrigado!

um abraço
Luís
De MIGUXA a 2 de Fevereiro de 2010 às 20:42
Luis,

Outro belo poema.
Cada dia que passa traz mais um pedaço de ti até nós.

Obrigada!

Xi-kor
Margarida
De jangadadecanela a 4 de Fevereiro de 2010 às 17:34
olá Margarida,

é bem verdade, está já aqui tanto de mim... :)

obrigado pelas tuas palavras :)

um abraço
Luís
De Marta a 3 de Fevereiro de 2010 às 11:35
Sempre romantico Luis

Beijinhos
De jangadadecanela a 4 de Fevereiro de 2010 às 17:35
olá Marta... sempre não é... (acho que já e compulsivo... ;) )...

um abraço
Luís
De pingodemel a 3 de Fevereiro de 2010 às 11:41
olá amor

com o olhar do coração ... em tudo que é perfeito existe amor, existe enamorados ... até o céu e a terra :) ... é assim a harmonia ...

beijocas
De jangadadecanela a 4 de Fevereiro de 2010 às 17:36
olá querida

Harmonia... gostei.. ;)

Somos nós!

beijinho
De Simbologia do aMoR a 3 de Fevereiro de 2010 às 21:39

Venho agradecer-lhe a visita.
É um lindo poema, este amor entre céu e terra.
E eu, contemplo sol e lua depois de tantas turbulências.

Abraço.
De jangadadecanela a 4 de Fevereiro de 2010 às 17:39
Olá!

Sol e Lua, eternos amantes, sempre tão perto mas distantes... condenados a tocarem-se só ao raiar do dia e ao nascer da noite... tão breve, tão intenso, tão lindo...

Que a turbulência se dissipe e que fique só essa linda comtemplação...

obrigado pela visita

um abraço
Luís

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online