Terça-feira, 13 de Julho de 2010

...

Há dias e dias, datas e memórias. O dia 11 de Julho é um marco, no mapa da minha vida...

 

A vida é uma estrada

Um pouco de tudo e de nada

Um vento irrequieto

Um sonho do qual desperto

 

Eu já vou

Que o que fica vai-se no tempo

À procura de quem sou

Se não o sou, invento!

 

E tu!

És o principio e o fim

És um pouco mais de mim

Um espaço que não acaba

O rio, o monte e a casa.

 

És o sonho no regaço

Deste aspirante a teu Homem

Que de si quer fazer contigo

O nosso eterno abrigo!

 

ps: Perdoem-me a ausência, eu próprio nao sei se me desculpo...

 

 

publicado por jangadadecanela às 12:11
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De cuidandodemim a 13 de Julho de 2010 às 12:58
Nós percebemos a ausência. Andas por vezes em outros voos, outras vezes no teu abrigo... O que importa é que não deixes de escrever os teus poemas...
Bjns
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:03
olá...

não tenho parado... e com pouca cabeça para escrever... mas o desejo resiste... :)

um abraço
Luís
De comunicadoras a 13 de Julho de 2010 às 21:24
A vida é isso mesmo...uma estrada...longa ou curta...isso não depende de nós; com curvas, retas longas ou não e sempre algumas pedras para nos atrapalhar a caminhada. Nessa estrada há marcos, sinais, todo o tipo de informações; cada um tem a sua estrada, cada um tem os seus próprios marcos, os seus sinais.. Se tens andado sumido é porque a tua caminhada assim o exige e nós temos que entender. Que este marco que aparece na tua estrada seja daqueles que, ainda longe já refeltem brilho . Um beijinho e até breve
Emília
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:30
olá Emilia,

é isso mesmo... só temos que não nos esquecermos de olhar para o lado e apreciar a vista e fazer da estrada, algo bonito de se ver...

Um abraço
Luís
De MIGUXA a 13 de Julho de 2010 às 22:43
Olá Luis,

Querido poeta, estás de novo connosco é o que importa!

E que regresso
Bom de se ler....

Vou levar para os favoritos se me autorizas?

Xi-kor com amizade
Margarida
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:05
olá Margarida,

Não é bem um regresso ainda, é só uma visita... mas é muito bom chegar aqui e encontrar os amigos de sempre...

... nem precisas pedir... leva... :)

um grande abraço
Luís
De Utopia das Palavras a 14 de Julho de 2010 às 00:14
A inquietude do vento é que nos faz de alma intempestiva, que só se aquieta com o acordar do poema!

Muito bom chegar aqui hoje!

Abraço
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:13
olá Ausenda,

o poema é um elixir
para o corpo e para a alma
se por vezes nos acalma
outras há que intensifica

o Sentir...


um abraço
Luís

De ligeirinha a 14 de Julho de 2010 às 21:54
Há qualquer coisa de duro..mas não sei o quê....é como uma chave velha que custa a abrir ...chia....chia.....suspensa no tempo....
beijos! ligeirinha
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:15
olá

o barulho da chave mantem-nos acordados
despertos para o momento
em tom de aviso
em que a porta se abre e do outro lado
está
o nosso passado

um abraço
Luís
De grande pene a 15 de Julho de 2010 às 10:11
Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:32
olá

obrigado... é sem duvida uma forma de terapia... de relaxamento ou de motivação... :)

um abraço
Luís
De pingodemel a 15 de Julho de 2010 às 11:35
olá amor

a vida é uma estrada ... há que percorre-la com calma e alegria ... há dias e dias e há os dias das comemorações de uma vida a dois ...

beijocas
De jangadadecanela a 15 de Julho de 2010 às 11:53
... uma vida escrita a dois...

beijinho
De iindigo a 16 de Julho de 2010 às 17:04
olá,
gostei muito!
A vida deve ser vivida e percorrida a dois, só assim faz sentido, mesmo que por momentos estejamos sós, a vida é bem mais se for partilhada!
Tudo de bom!
Ana
De jangadadecanela a 20 de Julho de 2010 às 13:44
olá Ana

Obrigado pela visita...
Concordo contigo, se não houver com quem partilhar na vida sucessos e descontentamentos, a vida passa a ser como uma refeição sem sal...

um abraço
Luís
De MIGUXA a 18 de Julho de 2010 às 21:11
Olá,

Tenho uma surpresa para ti, no meu espaço "Prémios, Lembranças & Outras Coisas que Tais".

Espero gostes
Beijo
Margarida
De jangadadecanela a 20 de Julho de 2010 às 13:45
olá Margarida, vou ja la ver...

um abraço
Luís

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online