Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Esperança

A vida tantas vezes nos prega partidas... nos tira o chão... e o que nos segura é esta palavra... temos uma amiga que está numa situação assim... por isso deixo este texto aqui para ela, quebrando assim o "mote" do blog. Estamos contigo... também nós somos a corda que te segura, quando de nós precisares.

 

 

A esperança

A corda sempre em tensão

Apertada sobre o coração

Fé em forma de fiança

 

Com o nó na garganta

E segura em ambas as mãos

À espera do correio

Que nos salve do receio

 

A corda que apela à lembrança

Que quer fazer do passado futuro

Que procura um abrigo seguro

Ancora na tempestade e na bonança

 

A corda que mata mas ampara

A corda que fere mas adormece

 

A corda da esperança

O par que nos segura

Na vida que dança

 

publicado por jangadadecanela às 10:35
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De cuidandodemim a 7 de Outubro de 2010 às 13:53
A esperança é o nosso melhor colete de salvação, o suporte que nos sustenta, juntamente com os amigos, essenciais a quem precisa de se salvar ou curar de algo...
Bjns
De jangadadecanela a 8 de Outubro de 2010 às 09:25
olá...

não o teria dito melhor... :)

um abraço
De MIGUXA a 7 de Outubro de 2010 às 20:43
Luís,

No teu poema, nas tuas palavras, encontram por certo, alguns amigos, a tão querida tábua de salvação...

Ter esperança é o que nos resta e, nos teus versos me revejo.

Obrigada pelo laço a que me agarro e me ajuda a acreditar

Xi-kor apertado
Margarida
De jangadadecanela a 8 de Outubro de 2010 às 09:27
olá Margarida

Acreditar sempre... sempre...
Que a esperança assim não nos larga...

um grande abraço
Luís
De M.Luísa Adães a 8 de Outubro de 2010 às 16:24
Luís

Apesar de circular pelo google ainda escrevo umas coisas no sapo e visito os poucos amigos que nos restam.

o sapo que eu conheci, estava num tempo áureo.
Tudo mudou e muitos não vão voltar.
Que se passou? tu sabes Luís? Tu sabes desta
transformação?

Lindo o teu poema de apoio e homenagem à Amizade.

Beijos,

Mª. Luísa

De jangadadecanela a 8 de Outubro de 2010 às 16:58
olá Luisa,

Infelizmente não tenho conseguido ser tão assiduo quanto queria, mas não vou fechar o blog. Escrever é para mim uma paixão, sem a qual não sei nem quero viver. Fica aqui, um pouco adormecida mas não, nunca, esquecida. Acredito que, como eu, muitos tenham tido a necessidade de se dedicarem a outras actividades prioritárias. MAs senti o mesmo... aquele corropio diáro como que hibernou...

um abraço
Luís

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online