Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Talvez valha a pena pensar nisto...

No Banquinho da Blue Eyes encontrei ontem um post que me fez pensar... sobre o Amor, que mais poderia ser... nesse banquinho cheio de notas de amor li... "O amor é uma caixa de surpresas..."

 

Dado que hoje a minha inspiração ainda não chegou lanço a pergunta:

 

Quem de nós ousa abrir a caixa e...

   dá sem pensar em receber?

   acredita sem desconfiar?
   vive sem desrespeitar?
   interioriza sem retaliar?

quem ama?

tags:
publicado por jangadadecanela às 10:03
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De pingodemel a 15 de Abril de 2008 às 10:44
olá bom dia...sabes? eu acho que todos nós fazemos isso tudo uma vez...mas como acabamos por nos magoar muito...temos medo de voltar a passar pelo mesmo e a caixa é agora aberta com muito cuidado...se calhar todos nós amamos temos é medo de assumir...
um abraço
De jangadadecanela a 15 de Abril de 2008 às 11:00
um dia gostava de ter uma relação onde pudesse ser eu proprio, com todos os defeitos e qualidades que tenho, em que pudesse dizer sempre o que me vem na alma sem que tivesse que ser medido, calculado, desconfiado... e que existisse a tolerância necessária para que se tentasse sempre trabalhar em conjunto o lado positivo. Na realidade, o que vejo, no meu caso e em muitos casos, é que se opta pela devolução do sentimento que causamos (tenhamos culpa ou não) e vice versa...

um exemplo simples deste comportamento é o de dar presentes... tipo: só dou a quem me dá e em valor semelhante ao que me dão... isto irrita-me profundamente. no Natal, faço questao de procurar objectos que façam sentido, e podem custar 5€ como podem custar 50€... e nao quero saber se vou receber algo em troca. o que quero saber é qual a reação de quem recebe... que por vezes nao tem preço. é ai que está a minha prenda... (Desculpa o testamento)
De pingodemel a 15 de Abril de 2008 às 11:46
quanto aos presentes somos iguais eu também procuro sempre a prenda "ideal" sem olhar ao preço e nunca espero nada em troca...quanto ao relacionamento...o ser eu...sou sempre, mas sempre com um pé atrás, é que hoje em dia as pessoas tornaram-se muito egoístas...e no ralacionamento não gosto só de dar também gosto de receber...e nao estou a falar de bens materiais como deves perceber...
adorei o testamento :)
De jangadadecanela a 15 de Abril de 2008 às 12:04
entendo o que queres dizer e estou totalmente de acordo...

gostava so de complementar: no relacionamento deveria ser suficiente dar para recebermos em troca... de forma a que o egoismo nunca fosse uma questão... mas é verdade que por vezes é preciso sincronizar os relógios da relação para que tudo se mantenha a funcionar em sintonia...
De Subjectividades a 15 de Abril de 2008 às 10:54
Olá!
Interessante este texto!
Mas sabes, acredites ou não, eu ouso fazer isso tudo e nunca jamais em tempo algum volto a fechar a caixa.

Um abraço
De jangadadecanela a 15 de Abril de 2008 às 11:02
nao sabes o quanto isso me deixa feliz... saber que existem pessoas que o conseguem fazer... afinal o mundo nao está perdido...
De Blue Eyes a 15 de Abril de 2008 às 13:33
Olá, Jangada. Antes de mais corrige o banco "da" Blue Eyes para o banco "do" Blue Eyes. Acho que soa melhor!
Quanto ao post, não sei se te lembras, mas eu só respondi à última pergunta assim:EU QUERO AMAR. EU PRECISO DE AMAR!!!
Mas aprofundando hoje mais as outras questões, eu penso que se o amor é verdadeiro, puro e recíproco, tudo o que rege e suporta o amor, ocorrerá naturalmente, sem exigências, desconfianças, desrespeitos e retaliações.
Claro que com o passar do tempo, há arestas que acabam por ferir esse amor, mas se o ferimento não for profundo, há uma coisa que sanará a dor e limará as arestas: Entendimento! Tudo tem que passar pelo entendimento. Se um amor entender a outra parte do amor, não haverá nada que se intrometa nele.
Agora, há uma coisa que terá que acontecer obrigatoriamente. Quem amar alguém, quererá ser amado por esse alguém! Já li muitas opiniões contrárias, mas sinceramente, eu não acredito que alguém se sinta bem amando e não sendo amado. Eu pelo menos, não sou capaz!

E quanto à caixa, é para se abrir sem medos!

Grande abraço!
De jangadadecanela a 15 de Abril de 2008 às 13:48
Desculpa Blue Eyes... não foi intencional...

Existe um tipo de amor que passa pelo amar sem ser amado, mas a unilateralidade do amor normalmente termina de forma trágica... precisamos saber quando temos de deixar... de amar...

concordo contigo quando dizes que o entendimento é essencial. é algo basilar na relação... :)

abraço

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS