Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Declaração

 

Senti a tristeza do amor no teu olhar
Uma intensa beleza senti ao te tocar
Rendi-me ao encanto do teu sorriso
Tímido num canto, é tudo o que preciso
 
Não me queres dizer o que tens no coração
Uma ferida que dói, que luta com a razão
Querida não sabes que já é teu o meu
Bate hoje forte desde que o amor conheceu
 
Velejo no tempo, sigo no teu encalço
Vivo o momento sem temer qualquer precalço
Declaro-me, de joelhos e a tremer de calor
Na humildade em que reside a força do meu amor
 
Quero caminhar contigo no mesmo sentido
Enfrentar o perigo de ter sido atingido pelo cupido
 
Quero plantar este sentimento no nosso jardim
Prolongar este momento numa vida a dois sem fim
 
publicado por jangadadecanela às 16:06
link do post | comentar | favorito
22 comentários:
De Subjectividades a 19 de Maio de 2008 às 17:08
Este teu poema tocou-me!
Não dá para explicar é daquelas coisas que a gente sente só!
Aliás eu gosto muito de vir aqui, da maneira como passas o sentimentos para o papel, da maneira como falas de amor.

Um abraço
De jangadadecanela a 19 de Maio de 2008 às 17:48
sonho com amor... pelo que já vivi e pelo que quero ainda viver. e os sonhos, tento coloca-los em palavras. obrigado pelo comentário. fico contente por saber que gostas de passar por aqui.

um abraço
De Blue Eyes a 19 de Maio de 2008 às 17:19
Boa tarde Luis!
Eu estou assim... como hei-de dizer... nem sei!
Não sei se foi por ter reconhecido estas palavras na minha essência, mas este poema é demonstrativo da mais pura e séria forma de amar. A partir daqui só existe um caminho:
"Prolongar este momento numa vida a dois sem fim"

Adorei!

Grande abraço!

De jangadadecanela a 19 de Maio de 2008 às 17:52
olá Blue,

nem digo nada, ja sabia que irias gostar este texto. saíu de dentro mesmo.

abraço
De MARIA a 19 de Maio de 2008 às 18:19
UMA DECLARAÇÃO DESTAS, É MESMO PARA FICAR RENDIDA!
MUITO BONITO!
De jangadadecanela a 19 de Maio de 2008 às 19:03
ola Maria,

Saiu... sabes quando estás "sintonizado" nas ondas do amor... eu hoje estava assim quando escrevi este texto. Era tão bom se este ideal passasse a real. :) não só para mim, para para todos os que amam, querem ser felizes e fazem por isso.

Abraço
De pingodemel a 19 de Maio de 2008 às 19:45
...com uma declaração destas...quem é que não se desmancha? :)
um abraço e até amanhã
De jangadadecanela a 20 de Maio de 2008 às 10:46
bom dia Mel,

melhor do que isto, só mesmo ser capaz de continuar a declarar aos longo dos anos.

:)
De pingodemel a 20 de Maio de 2008 às 11:34
bom dia...
...eu diria que para ti isso não é nada dificil :)
De jangadadecanela a 20 de Maio de 2008 às 13:47
antes de as dizer ou escrever para alguem, é preciso senti-las. caso contrario ficam guardadas ou entao escritas para quem as quiser ler...
De MIGUXA a 19 de Maio de 2008 às 20:23
Belo poema ao AMOR.

Fluidas são as palavras que brotam dum coração assim enamorado.

E que os teus desejos se realizem e possas viver o teu sonho para sempre.

Xi-kor
Margarida
De jangadadecanela a 20 de Maio de 2008 às 10:48
Olá Margarida,

Obrigado pelo comentário. Espero que um dia se realize... mas não sei... enfim... aguardemos serenamente.

abraço
De Blue Eyes a 19 de Maio de 2008 às 23:02
Luis, venho fazer-te um desafio. Mas para isso tens que fazer uma pausa nos poemas. Aceitas?
Passa lá no banquinho para saberes mais.

Abraço
De jangadadecanela a 20 de Maio de 2008 às 10:51
Blue, já vi o desafio, prometo que vou responder logo que possa.

Abraço
De Blue Eyes a 20 de Maio de 2008 às 12:53
Bom dia Luis!
Não há tempos limites. É só para descomprimir. Quando quiseres.

Abraço
De coisasdecoracao a 20 de Maio de 2008 às 11:57
Olá, vi para retribuir a visita no meu cantinho e fiquei rendida!
Que mimo este teu espaçinho, este poema então toca fundo no coração, quem dera ao meu receber uma declaração destas!
Consegues com estas palavras derreter qualquer gelo que possa haver no coração de quem as lê, pelo menos o meu derreteu!
Obrigado por isso, vou voltar cá
Bjs
De jangadadecanela a 20 de Maio de 2008 às 13:56
ainda bem que decidiste passar por cá.
so queria derreter o gelo de uma pessoa
e antes, tenho que a encontrar... e depois manter
:)

um abraço
De Velucia a 21 de Maio de 2008 às 04:04
Amei este teu poema. Quem dera se este fosse para mim!
Também espero alguém a caminhar no mesmo sentido que o meu.
Faço questão de colocar nos meus favoritos.
Divino! Parabéns.
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 09:44
obrigado, por muito bonito que seja não será comparavel ao momento em que alguem que caminhe na mesma direcção que tu se declare, seja de que forma for... e esse momento há-de chegar! para ti e para mim, espero.

um abraço
De Bichana a 21 de Maio de 2008 às 15:21
Touché!! Bonita declaração.
Bjnhos
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 15:53
Obrigado :)
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 22 de Maio de 2008 às 09:57
bem...maravilhoso, como só a beleza de um amor puro e verdadeiro tem...
parabens querido que esse amor seja correspondido...
beijinho terno e doce tem um bom dia

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS