Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

Encontro de amantes

 

Sentado em frente ao computador
Atarefado a não fazer nada
Ficava preso na incessante dor
De saber que estavas só em casa
 
Rogava ao destino que o tempo passasse
Estou cego pela luz do dia em que não te vejo
Aqui nada faço, estou num impasse
Será que largo tudo e vou ceder ao desejo?
 
Mando uma mensagem desesperada
Confesso por ti a minha doce saudade
Os anos passam em breves segundos
Em que não respiro rigorosamente nada
 
Engulo a tua voz quando recebo a resposta
Um simples “anda” impulsiona o coração
Esqueço tudo e corro na tua direcção
Qualquer barreira por esta paixão fica deposta
 
 
Chego à tua porta antes do ar que respiro
Toco à campainha, estou pronto para amar
Este amor é tanto que eu próprio me firo
Quando te vejo e me perco no teu olhar
 
Elevo-te em mim
Teus joelhos abraçados
Num beijo sem fim
Ficamos enfeitiçados
 
O resto não descrevo
Mas podem imaginar
O calor da paixão
Por terra tudo deixou ficar
 
publicado por jangadadecanela às 14:53
link do post | comentar | favorito
27 comentários:
De Bichana a 21 de Maio de 2008 às 15:17
Vim aqui parar através do blog de uma amiga, adorei o teu escrito, parabéns!
Bjnhos
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 15:52
Obrigado, volta sempre. Nesta jangada cabemos todos.

Abraço
Luís
De Vanda a 21 de Maio de 2008 às 15:23
Só alguem que ama muito, consegue escrever assim o amor.
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 15:53
Olá Vanda,

Já amei muito, já senti muito... e quando sentimos assim, guardamos para toda a vida...

Abraço
Luís
De pingodemel a 21 de Maio de 2008 às 16:10
...está lindo para variar :)
"ficamos enfeitiçados"...é assim que tudo faz sentido
um abraço e um bom feriado
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 16:55
obrigado Mel,

é uma realidade à parte, um mundo aberto num momento, onde só 2 corpos, 2 almas coexistem.

Um beijo (para variar) e um excelente feriado
De pingodemel a 21 de Maio de 2008 às 17:26

um beijo para ti também :)
De asincertezasdeumaamante a 21 de Maio de 2008 às 16:11
Obrigada pelo presente!

Um abraço
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 16:56
não é facil o momento que estás a passar e espero que tudo se resolva pelo melhor
De asincertezasdeumaamante a 21 de Maio de 2008 às 17:05
Não é mesmo... obrigada!
De Subjectividades a 21 de Maio de 2008 às 16:27
Depois de lêr sabes o que me apeteceu dizer-te??
Tu amigo sabes o que é o amor!!
Não vou comentar o poema sob pena de me estar sempre a repetir!

Um abraço
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 16:57
olá,

sei o que é e ando atras dele :) mas ele é mais rapido do que eu... a minha sorte é que tenho espirito maratonista...

um abraço
De Subjectividades a 21 de Maio de 2008 às 17:09
Então amigo não o percas!
corre até as pernas te doerem e mesmo assim não pares!!

Bom feriado
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 18:00
sou persistente, vou continuar a correr :)

um abraço e bom feriado
De Blue Eyes a 21 de Maio de 2008 às 17:00
Boas, Luis!
Foi melhor não continuares a descrever, porque ainda provocavas uma taquicardia a alguém! :)

Grande abraço!
De jangadadecanela a 21 de Maio de 2008 às 18:00
:) um grande abraço e bom feriado
De MIGUXA a 21 de Maio de 2008 às 22:13
Parabéns!!

Só mesmo um poeta que insistes em dizer que não és.

Adorei.
Xi-kor
Margarida
De Velucia a 22 de Maio de 2008 às 01:31
Que dizer?
Só os amantes poderiam dizer... o calor da paixão.

De Café com Natas a 23 de Maio de 2008 às 00:34
Ai...
Ui....
Au...
Esta... doeu...
Beijinhos
De Velucia a 23 de Maio de 2008 às 04:46
Doeu?

O Ai, Ui com certeza acontece!

Dor... não sei.

Nunca senti dor pelo calor da paixão.

Mas... o gemido como fez... esse sim!

Vc sabe... até gemeu!

Jinhos.
De Café com Natas a 23 de Maio de 2008 às 22:05
Doeu sim...
Doeram as lembranças...
Mas foi uma dor de saudade :)
Sei, sei... não consegui conter tanta emoção e calor ao ler este poema.
Acontece...

Abraço
De Velucia a 24 de Maio de 2008 às 02:40
Também quando leio aqui sinto-me estonteante.

Adoro ler estes poemas.
De Café com Natas a 24 de Maio de 2008 às 11:56
É, o Jangada de Canela escreve muito bem e consegue descrever emoções com quem bebe um copo de água... muito transparente.
Beijinho e bom fim-de-semana
De ACCB a 4 de Junho de 2008 às 10:18
excelente escrita sincera verdadeira com a alma...
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:16
Obrigado pela visita Cleopatra,

é uma escrita sincera e sentida... só assim consigo escrever... as vezes consigo transmitir o que sinto... as vezes não... mas escrevo sempre... faz-me bem.

um abraço
Luís

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online