Terça-feira, 25 de Março de 2008

Um Sonho de há já muito tempo

A Chegada           

 

Era noite e o vento estava frio. Eu estava sentado junto ao carro, num muro de pedra que enfrentava o mar, brilhante como que devolvendo a simpatia da lua com ondulantes sorrisos contínuos.

O teu perfume antecipou a tua chegada. Tu chegaste logo a seguir e como sempre, encheste de brilho os meus olhos. A Lua sentiu inveja.

Agarrei as tuas mãos, beijei-te a face demoradamente, tirei um momento para te rever e decorar mais uma vez e entreguei os meus braços ao teu corpo, aprisionados agora, cheios de contentamento.

 

O Jantar

 

Seguimos a pé para o restaurante cor de fogo, iluminado pelo sol das lareiras acesas. Tão pouco sabia o dono que o calor que irradiavamos era maior que as achas que ardiam nas fogueiras. No fundo, ouviamos sons calmos, um piano e uma voz que embalavam aquele berço onde nos encontravamos.

O jantar foi cheio de surpresas boas, de conversas e partilhas, de toques e confidências, de segredos e intimidade. Tão pouco conhecem os mortais sobre este assunto…

 

O Passeio

 

O jantar acabou tarde, levantamo-nos com a força de um sorriso de ambos, e decidimos caminhar, apoiados um no outro, junto ao mar, no meio da multidão, parando momentaneamente para trocar um olhar mais aceso, um sorriso mais aberto ou um beijo mais longo. Durante todo o passeio, não me recordo de nos termos separado uma só vez.

 

A Viagem             

 

Se bem que a multidão não existisse para nós naquele momento, decidimos procurar um lugar mais calmo, o que fizemos logo de seguida. Procuramos o carro, entraste tu e depois eu, trocamos outro beijo, daqueles em que sentimos todo o comprimento dos nossos lábios, todas as células capazes de transmitir uma sensação. Ligamos o rádio, colocamos o nosso CD. O meu coração exaltava de Amor.

Seguimos pela estrada de terra que indicava o caminho para a praia dos Amores. Só viamos a lua e o mar a namorar, só ouviamos os grilos nas suas serenatas, os pirilampos indicavam-nos o caminho.

 

A Paixão

 

Paramos o carro junto à praia, desligamos as luzes e o som do motor. A lua apenas sorria…

Olhamos um para o outro, e no proximo instante já estavamos colados um ao outro, num prolongado caminho em que nos despimos e nos tocamos, no meio da confusão do espaço exiguo que nos rodeava. Os bancos desapareceram, só te via a ti, na tua nudez aquecida pelas minhas mãos, linda, rainha da noite. A lua virou-se para o mar e no horizonte tocaram-se…

 

A Calma

 

Enrolados nas mantas fomos cumprimentar o mar e a lua. Deitamo-nos na areia, com os corpos desnudados cobertos pelo calor da lã. Mais uma vez o teu corpo tocou o meu e agora, lentamente fizemos amor, tranquilo e partilhado, ritmado ao som das ondas. A lua escondeu o seu brilho dando-nos protecção no mundo terreno. O meu corpo pesava como uma pena sobre o teu, demos as mãos e trocamos um ultimo olhar de sintonia, como se soubessemos que naquele momento tinha nascido um novo ser, fruto de ambos.

publicado por jangadadecanela às 09:53
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De MARIA a 25 de Março de 2008 às 17:30
MUITO BONITO!
LEMBRA-ME UM EPISÓDIO DA MINHA VIDA!
ABENÇOADOS AQUELES QUE SABEM AMAR E RECEBER UM AMOR VERDADEIRO.´AMAR E SABER RECEBER O AMOR DO OUTRO REQUER MATURIDADE E SENSIBILIDADE.
ADOREI A HISTÓRIA!
OUTRA COISA QUE ME CHAMOU A ATENÇÃO NESTES POEMAS É O FACTO DO AUTOR REFORÇAR A IDEIA DE UM FILHO COMO FRUTO DE UM AMOR. É VERDADE UM FILHO SÓ PODE SER RESULTADO DE UM AMOR!
De jangadadecanela a 25 de Março de 2008 às 17:37
:)
De MARIA a 25 de Março de 2008 às 18:03
O SEU COMENTÁRIO É QUE NÃO PERCEBI!
De jangadadecanela a 25 de Março de 2008 às 18:31
partilho da sua opinião. acrescento ainda que um filho é por si só sinonimo de amor incondicional!

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS