Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

Transformação

inspirado num post da Pingo de Mel...

 

 

Amor que não vejo
Amor que se sente
Muito além do desejo
Um momento presente
 
Doce sabor de passado vivido
Na intensidade e no calor
Na amargura e na dor
Caída em abismo esquecido
 
Presente de paz e leveza
De harmonia e de certeza
Contente por estares bem
 
Vida que não fica aquém
De qualquer outro destino
Onde cresceria o nosso menino
tags: ,
publicado por jangadadecanela às 11:29
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De pingodemel a 2 de Junho de 2008 às 11:44
:)
...a primeira parte está divinal...o amor é assim, não se vê apenas se sente num momento ...
De jangadadecanela a 2 de Junho de 2008 às 12:22
a primeira quadra andou na minha cabeça o fim de semana todo... foi só deposita-la aqui...

abraço
De Subjectividades a 3 de Junho de 2008 às 09:46
" Amor que não vejo
mas amor que está lá
Muito além do desejo
Vive na certeza de quem dá."

Bom dia Luís
Tens muito mais jeito para falar de amor que eu mas mesmo assim acho que não estraguei o poema. A Mel merece tudo de bom e tu meu amigo és um mestre com as palavras, com as emoções, o teu sentir é lindo!

Um abraço
De jangadadecanela a 3 de Junho de 2008 às 10:07
Olá, não estraga de todo, complementa!... Estamos de acordo em relação à Mel, não a conheço a não ser daqui mas a imagem que tenho dela é de uma pessoa excepcional também.

Fico assustado com as tuas palavras sobre as minhas... eu tento só passar para as palavras sentimentos... ja vivi algumas peripécias, já fiz muita coisa de errado, já senti, deixei de sentir, voltei a sentir, já passei por angustias, já passei por egoismo...agora só quero serenar e não magoar ninguem... apenas e se puder, ajudar...

um beijo e um abraço
Luís
De Subjectividades a 3 de Junho de 2008 às 10:46
Não te assustes com as minhas palavras Luís, não faças como eu que ainda tenho dificuldade em receber, tenho sempre a tendência para desconstruir o que dizem de bom acerca de mim, acerca do que me dão, sou feliz a dar mas receber ainda não é tão fácil assim!
Eu não te conheço mas sinto como tu sentes o que está subjacente às palavras. Quem não errou, quem nunca foi egoista, quem nunca deixou de sentir ou dar?? Todos nós temos um passado feito de coisas boas e menos boas mas o que importa é que com isso crescemos e temos discernimento para avaliar. Há pessoas que ficam no ontem mas eu acho que tu já sabes viver o hoje e encarar o amanhã com esperança e isso meu amigo nem todos conseguem!
Continua a escrever Luís, fazes-nos bem a todos!

Um abraço
De jangadadecanela a 3 de Junho de 2008 às 13:04
olá Isabel... olhar para a frente é o caminho. Tenho 2 filhos lindos e por muito que lhes dê, como estao separados, parece que nunca é suficiente... por isso tavez sinta mais hoje em dia...

vou continuar a escrever sim, sempre que possa. faz-me bem, e se a quem lê também, então ganhamos todos...

um abraço
De Subjectividades a 3 de Junho de 2008 às 13:11
Oi Luís!

Filhos né! Eu entendo-te tão bem, eu tenho 3 e o mais novo tem 18 anos mas mesmo assim tantas vezes que eu me pergunto se estou a conseguir ser a Mãe que eles merecem.
Mas aos poucos também estou a entender que eles mesmos têm o caminho deles e que aconteça o que acontecer eu serei sempre Mãe deles!
Pensa nisto!

Um abraço
De pingodemel a 3 de Junho de 2008 às 12:57
olá Luis...passei cá para ver as "novidades" e como não havia, decidi ler alguns comentários e quando cheguei a este senti-me lisonjeada com a imagem que vocês os dois têm de mim, por momentos senti-me especial...obrigada...mas no fundo sou uma pessoa como todas as outras ...
um abraço
De jangadadecanela a 3 de Junho de 2008 às 13:06
Olá Joana. Hoje está a ser um dia particularmente agitado. reunioes atras de reuniões.... mas agora tenho uns 15m para por a escrita em dia...

Não tens que agradecer o que dissemos, é o que sentimos... e todos nós somos "uma pessoa como todas as outras ..."...

um abraço de bom dia para ti!
De Subjectividades a 3 de Junho de 2008 às 13:16
Bem minha querida eu estava a responder ao Luís e também vi o teu comentário!
Agora só te digo uma coisa Joana/Mel;
Ver quem se destaca na multidão é fácil para toda a gente. Agora conseguir ver os que não se destacam que são pessoas comuns como tu dizes não é para todos. Eu acho que o Luís pensa como eu, a verdadeira beleza reside nas pessoas comuns, é nela que ela é genuína e neste sentido eu acho que realmente és uma pessoa comum " Como as outras"
Bjinho e desculpa a cosquice!

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS