Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Jangada de Canela - a razão

Era uma vez um jovem apaixonado. O tempo, a sincronização, o momento nunca foi o certo, o desencontro era uma constante. Esta paixão acordava quase todos os dias com um pequeno almoço em que o café era adoçado com um pau de canela partilhado. Este pau de canela nunca era deitado fora. Este pau de canela era timidamente guardado como prova do reencontro, de um simples momento de conversa, de um momento feliz de partilha. E os paus de canela começaram a empilhar-se, de tantos que eram. Tantos que, depois da vida ter afastado este jovem desta paixão, este olhou para eles e imaginou um mar, representação de uma vida. Um mar em que não sabemos onde estamos, apenas sabemos de onde partimos, que temos que remar até encontrar o nosso canto. Um mar que temos que enfrentar, tempestuoso, perigoso, desafiante. Olhou para aqueles paus todos e nesse momento decidiu construir uma embarcação para navegar esse mar, uma embarcação com base em amor, uma jangada… de canela.

publicado por jangadadecanela às 09:50
link do post | comentar | favorito
42 comentários:
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 10:00
bom dia Luis ...
...bem me parecia que esse nome não apareceu do nada :)
...e esses paus de canela ainda existem?
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:00
Olá Joana,

Ainda existem, guardados dentro duma gaveta. Nada se perde, tudo se transforma...

Espero agora que esta jangada me leve por mares onde possa encontrar o meu lugar ao lado de, quem sabe, outra jangada.

um beijo,
Luís
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 14:07
:) ... também tenho o habito de guardar pequenas coisas, tenho numa gaveta uma rolha de uma garrafa de champanhe, ás vezes pergunto-me porquê que ainda a guardo, mas não a consigo deitar fora ... manias :)

beijo
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:01
engraçado mencionares isso... essas lembranças por vezes incomodam relacionamentos como se significassem algo mais do que um passado que se vê com carinho... é um bom tema para discutir...

eu não gosto de deitar estas coisas fora, lembram-me uma vida passada, que boa ou má aconteceu, e não querendo eu viver no passado, não vejo razão também para as guardar no presente. Não falo de as ter numa estante mas sim de as guardar, com o carinho que merecem. afinal fazem parte da nossa "história"...

beijo
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 15:10
...eu sei do que falas, uma vez tive uma "discussão" por ter os albuns na sala e claro que nesses albuns tenho fotos de ex namorados ... não vou pedir desculpa a ninguém por ter um passado, aliás nem se querer me envergonho dele, mas sei que faz confusão a muita gente ... mas eu sou assim ... é passado mas não preciso de rasgar fotos ou esconde-las na garagem ... estão ali juntamente com todas as outras (não estão expostas, isso já não acho normal)
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:29
totalmente de acordo...
:)
De anamariacharrua a 4 de Junho de 2008 às 10:01
Agora sim, percebi de onde vem o nick....
Sempre achei muito original o nome Jangada de Canela.....
O texto está muito giro e terno.Adorei.
Qualquer dia também faço uma jangada....ás vezes tenho a bolsa, cheia de pauzinhos de canela que guardo do café sem usar...sempre dão para o arroz doce.....
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:05
:)

olá!

Olhar para a nossa historia e sentir carinho é sinal de que algo de bom nos aconteceu... e isso temos que preservar no meio de tanta coisa má que acontece hoje em dia...

um abraço,
Luís
De Sorrisoduplo a 4 de Junho de 2008 às 11:25
Mesmo muito bonito...
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:05
obrigado
:)
De Subjectividades a 4 de Junho de 2008 às 12:54
Olá Luís!
Obrigada por teres partilhado connosco o nome para o teu blog! Tinhas dito que o farias e eu gostei do que nos contaste.
Guardas-te algo de bom de bonito dentro de ti e com esse algo construís-te uma ponte para o teu caminho futuro. Partis-te numa jangada feita com amor e eu desejo sinceramente que ela te leve por mares calmos ao encontro do que procuras.

Um abraço
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:09
são lições de vida estes momentos. e tinha prometido revelar um dia...

espero um dia encontrar alguem nesse mar, que me acolha, cuide, me ame e que me permita amar como eu sei que posso amar. acima de tudo com simplicidade, carinho, respeito, humildade... com amor que consiga construir em vez de destruir.

Luís
De Subjectividades a 4 de Junho de 2008 às 13:20
E vais encontrar amigo!
Tu tens tudo para isso e mais importante ainda não deixaste de acreditar!

Abraço
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 14:46
sonhar e acreditar... isso tenho!

:)
De Bichana a 4 de Junho de 2008 às 12:56
Obrigada pela explicação!
Gostei muito da maneira como descreveste a escolha do nome, fantástico.
Bjnhos
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:11
:)

o nome, tinha-o reservado para o nome de um livro mas como isso nunca vai acontecer, nasceu este cantinho...

um grande abraço,
Luís
De Bichana a 4 de Junho de 2008 às 14:09
Nunca digas nunca!!!
Este cantinho pode ser o início do sonho! Acredita nisso.
Bjnhos
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 14:46
também é verdade...

:)
De maria a 4 de Junho de 2008 às 14:30
Agora, ficamos a perceber a razão do nome do blog!
confesso que não sou fã de café com pau de canela, acho enjoativo!
tenho a certeza que ainda vais encontrar alguém com quem vais partilhar coisas muito bonitas!
obrigada pela partilha da "intimidade" e obrigada pelos magnificos poemas e textos. E conseguiste, com o teu talento, e também com a tua sensibilidade, reunir um conjunto de pessoas, que dia a dia expressam as suas experiências, e penso que todos estamos neste blog pelas melhores razões.
Era interessante, sabermos que perfil temos, nós que falamos diariamente, (é um desafio que lanço!)
um beijo para ti,
um grande abraço para todos!
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 14:52
olá Maria, quantas coisas fazemos em companhia que, apesar de não ser algo que gostemos realmente, ganha novo gosto ao faze-lo em companhia... era o caso. o pau de canela era mais simbolico do que para aromatizar o café...

aqui tenho vindo a partilhar algumas facetas de mim,mais do que pensei quando comecei a escrever aqui. no inicio era apenas para colocar cá os textos que já tinha escrito, depois começei a escrever também e agora que recuperei o prazer da escrita, já não quero parar...

conhecermo-nos melhor parece uma boa ideia, não tenho a certeza da melhor forma... é algo para pensar... :)

obrigado Maria, por tudo.
um grande abraço,
Luís
De maria a 4 de Junho de 2008 às 14:40
com tantos amigos, aqui no "nosso cantinho" não há solidão que te pegue.
Mas um poeta tem sempre um lado solitário.... não é ??
E JANGADA DE CANELA, é o título perfeito para um livro de poemas e textos. Pensa nisso !
Maria
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 14:54
é verdade, aqui nao há solidão...
poeta solitário... não tinha pensado nisso mas provavelmente esse lado tem que existir sim....

quanto ao livro, isso é outra historia. talvez quando me reformar :)
beijo
Luís
De Estrelinha a 4 de Junho de 2008 às 15:17
Luis...

Assim que começei a ler o post arrepiei-me, mesmo antes de ler " a razão" logo me veia á cabeça ser a razão para o titulo deste teu doce cantinho, e li,palavra por palavra e em cada palavra senti um arrepio tomar conta de mim, gostei,é este o motivo do jangada de canela...

Ainda bem que passei por cá, pois deixo-te um grande e terno beijinho acompanhado num forte e doce abraço, com carinho( pois tu és um doce)
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:32
Obrigado Estrelinha... e assim se vão desvendando mistérios que nos dão a conhecer ao mundo...

um beijo e um abraço apertado,
Luís
De Estrelinha a 4 de Junho de 2008 às 15:39
Luis querido...
olha uma coisa eu tenho posts no meu blog que só amigos meus adiçionads do sapo os conseguem ver, tu és um deles penso que ainda não viste o post que está depois daquele que está em Italiano...é vero?

para os conseguires ver tens que fazer login no teu blog ( penso que estás sempre) e sem fazeres logout entrares no meu, beijinho & abraço apertado, espero ver-te nesse outro post pois saiu dia 1 de junho
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:56
Estrelinha, de facto não o consigo ver mas estou logado no meu blog, quando entro no teu...
De Velucia a 4 de Junho de 2008 às 16:59
Achei muito lindo a razão do nome de seu blog.
E tão lindo que os paus de canela foram fortes o suficiente para construir uma jangada. Isto significa que o seu amor foi tão forte que a jangada consegue navegar por esses mares. Ela não naufragou.
Tão forte é seu amor... que será capaz de encontrar o que merece.
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 18:24
Olá,

quem amamos nunca deve ser esquecido... deu-nos algo num determinado periodo de tempo e nós demos algo de nós proprios. quando amamos novamente, somos já o produto desse primeiro amor e assim sucessivamente...

isto sou eu a filosofar...
De maria a 4 de Junho de 2008 às 17:31
Eu, percebi que a companhia é que fez do pau de canela importante.
"o desencontro era uma constante"; Porque é que amamos tanto uma pessoa e não conseguimos entendermo-nos com el? chagamos a um ponto, que pensamos: Ou eu estou maluca, ou já não percebo nada da vida. entendo muito bem o que é amar alguém e simplesmente não conseguir entender o outro, e não me fazer entender.
Será que o outro é inconstante, esconde segredos ou simplesmente não ama? tantas questões.....
Mas o mais importante, eu aprendi e acho que tu também e espero que as outras pessoas também.....
O MAIS IMPORTANTE É APRENDERMOS A GOSTAR DE NÓS. E PERCEBER QUE AS RESPOSTAS ESTÃO DENTRO DE NÓS.
E PERCEBER QUE PRECISAMOS DOS OUTROS, E QUE CONSEGUIMOS, PORQUE TEMOS CORAGEM, CONSTRUIR COISAS VÁLIDAS E POSITIVAS, QUE NOS HÁ-DE LEVAR A BOM PORTO.
E vencedor não é aquele que nunca cai. Vencedor é aquele que caí, mas que tem coragem para se levantar, PARA CONSTRUIR UMA "JANGADA DE CANELA!"
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 17:46
fizeste sorrir com o ultimo paragrafo... obrigado!

neste caso em particular, tenho que assumir que o desencontro foi culpa minha,não estava preparado... (eu sei, não é desculpa mas não me estou a desculpar, estou a assumir). até hoje ja passei por mais situações e uma delas colocou-me as questões que indicas... "será que estou a ficar maluco?" mas entretanto parei, pensei e recentrei a minha vida... a acreditar em mim e nas minhas decisões, a seguir em frente... so tenho pena de ter magoado pessoas pelo caminho, ainda hoje nao sei bem se por minha unica causa. abraço

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online