Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Jangada de Canela - a razão

Era uma vez um jovem apaixonado. O tempo, a sincronização, o momento nunca foi o certo, o desencontro era uma constante. Esta paixão acordava quase todos os dias com um pequeno almoço em que o café era adoçado com um pau de canela partilhado. Este pau de canela nunca era deitado fora. Este pau de canela era timidamente guardado como prova do reencontro, de um simples momento de conversa, de um momento feliz de partilha. E os paus de canela começaram a empilhar-se, de tantos que eram. Tantos que, depois da vida ter afastado este jovem desta paixão, este olhou para eles e imaginou um mar, representação de uma vida. Um mar em que não sabemos onde estamos, apenas sabemos de onde partimos, que temos que remar até encontrar o nosso canto. Um mar que temos que enfrentar, tempestuoso, perigoso, desafiante. Olhou para aqueles paus todos e nesse momento decidiu construir uma embarcação para navegar esse mar, uma embarcação com base em amor, uma jangada… de canela.

publicado por jangadadecanela às 09:50
link do post | comentar | favorito
42 comentários:
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 10:00
bom dia Luis ...
...bem me parecia que esse nome não apareceu do nada :)
...e esses paus de canela ainda existem?
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 13:00
Olá Joana,

Ainda existem, guardados dentro duma gaveta. Nada se perde, tudo se transforma...

Espero agora que esta jangada me leve por mares onde possa encontrar o meu lugar ao lado de, quem sabe, outra jangada.

um beijo,
Luís
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 14:07
:) ... também tenho o habito de guardar pequenas coisas, tenho numa gaveta uma rolha de uma garrafa de champanhe, ás vezes pergunto-me porquê que ainda a guardo, mas não a consigo deitar fora ... manias :)

beijo
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:01
engraçado mencionares isso... essas lembranças por vezes incomodam relacionamentos como se significassem algo mais do que um passado que se vê com carinho... é um bom tema para discutir...

eu não gosto de deitar estas coisas fora, lembram-me uma vida passada, que boa ou má aconteceu, e não querendo eu viver no passado, não vejo razão também para as guardar no presente. Não falo de as ter numa estante mas sim de as guardar, com o carinho que merecem. afinal fazem parte da nossa "história"...

beijo
De pingodemel a 4 de Junho de 2008 às 15:10
...eu sei do que falas, uma vez tive uma "discussão" por ter os albuns na sala e claro que nesses albuns tenho fotos de ex namorados ... não vou pedir desculpa a ninguém por ter um passado, aliás nem se querer me envergonho dele, mas sei que faz confusão a muita gente ... mas eu sou assim ... é passado mas não preciso de rasgar fotos ou esconde-las na garagem ... estão ali juntamente com todas as outras (não estão expostas, isso já não acho normal)
De jangadadecanela a 4 de Junho de 2008 às 15:29
totalmente de acordo...
:)

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS