Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Arrepio

 

Doce cascata de agua fria
Entre pedras nascida
Imponente na paisagem
Fonte que cria vida
 
Gelo que enrija a pele
Se só eu estivesse
És doce como o mel
Fogo que o meu coração aquece
 
Unidos pela agua
Que não existe entre nós
À paixão damos voz
Sem medo nem mágoa
 
Sinto agora o arrepio
Mas não é do frio
São corpos em erupção
Que degelam o coração
publicado por jangadadecanela às 20:57
link do post | favorito
De Blue Eyes a 12 de Junho de 2008 às 22:09
Quem se arrepiou fui eu a imaginar esses corpos em erupção!
Tu estás mesmo decidido a causar a tal taquicardia a alguém!


Um grande abraço, Luis!

Ricardo
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS