Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Cabelo Apanhado

 

 
Seguro nos meus dedos
O teu cabelo apanhado
Por ele fico encantado
Dou carícias e recebo segredos
 
Pormenores de puro prazer
Doce desejado sofrimento
Até ao preciso momento
Em que fico cego de tanto os ver
 
A face do teu rosto, linda e descoberta
Sobre a simplicidade esguia do teu pescoço
Abre no chão um enorme poço
Onde no fundo está uma porta aberta
 
Para os meus sentidos
Onde me perco nos teus sorrisos
Onde me sento e me descubro
Onde as emoções ficam ao rubro
 
Simplicidade de uma pele macia,
De um cheiro a maresia
De um doce e de um salgado
Nos lábios do teu amado
 
E canto…
Para todos e para ninguém
Um grito que vai até ao além
Anuncia o teu simples encanto
 
E choro,
Porque me vi através de ti
E sou,
Mais do que alguma vez pedi...
publicado por jangadadecanela às 20:08
link do post | comentar | favorito
36 comentários:
De MARIA a 30 de Junho de 2008 às 20:36
MAIS UM POEMA MUITO FORTE EM SENTIMENTOS.
O CABELO APANHADO, DÁ-NOS A NÓS, MULHERES UM AR DE MENINAS; UM AR DE SIMPLICIDADE.
A ÚLTIMA PARTE É MUITO FORTE; É A SENSAÇÃO DE TREMOS ENCONTRADO A ALMA GÉMEA.
IDENTIFICO-ME MUITO COM ESTE POEMA. AGRADA-ME UMA PESSOA REFINADA NOS MODOS, MAS QUE AJA COM SIMPLICIDADE E SIM ESSA INTENSIDADE NO QUERER, IDENTIFICO-ME MUITISSIMO.
NÃO DEVEMOS PROCURAR NO OUTRO AQUILO QUE NÃO TEMOS, DEVEMOS PROCURAR CAMINHAR AO LADO DELE.
MARIA
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:09
Bom dia Maria,

quando vemos com olhos de amor, tudo é lindo... e o cabelo apanhado, se por si só já é bonito, desta forma ganha outra dimensão... o cabelo ou outro pormenor da mulher...

Abraço
Luis
De MIGUXA a 30 de Junho de 2008 às 20:43
"E canto... para todos e para ninguém...
Echoro, porque me vi através de ti..."

Simplesmente belo..Parabéns!!!!

Xi-kor
Margarida
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:10
Olá Margarida...

muito obrigado pelo comentário! Um abraço, Luis
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:13
há alturas em que deixamos de ser "só nós" e passamos a ser "nós"...
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 30 de Junho de 2008 às 21:46
Meu Deus Luís, tu queres matar-nos de tanta emoção
magnifico

beijinho terno e doce
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:15
Olá Estrelinha,

ja me fizeste sorrir :))))))

beijo terno e doce
Luis
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 1 de Julho de 2008 às 17:10
fico feliz por te ter feito sorrir

beijinho terno e doce com um abraço bem aconchegado
De folhaaovento a 30 de Junho de 2008 às 23:01
Olá
Boa noite acho que anda ai uma época de grande entrega e vontade de espor ao vento sentimentos partilhados ou não mas penso que sentidos.
Todas as Mulheres deveriam receber poemas ou sensações que estes provocam és simplesmente alguém com uma "alma" cheia de sonhos e vontade de querer.
Um beijo grande pela tua grande capacidade de transmitir tanta beleza
Folha
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:21
Olá Folha, sejas benvinda,

Penso que sempre gostei de partilhar sentimentos mas nunca tinha encontrado a forma nem a disponibiidade...

Concordo que todos deviam receber "declarações de sentimentos" em forma de poesia ou outro formato...

um beijinho muito grande e obrigado pelo comentário,
Luis
De folhaaovento a 1 de Julho de 2008 às 22:59
Olá Luis
obrigado pela teu comentário, sabes é bom sentir que por este mundo, cheio de pressas e gente sem tempo para sentir.......ainda vão aparecendo ilhas como tu como eu .......não sei è escrever poesia ...sei sentir,
sei o quanto è bom termos cá dentro uma criança que nos faz sentir a vida como um começo diário. Deves ser Alguém com muito Eu,e muita amolgadela na carapaça.......digo eu que tenho algumas bem vincadas e continuo a ser uma "criança" crédula, cheia de poesia e ternura, procurando sempre o lado bonito da vida ........como penso ser o teu andar,fica bem , e solta tudo o que te vai na alma, porque é lindo de certeza
Beijinho grande
Folha
De Café com Natas a 1 de Julho de 2008 às 00:04
E choro,
Porque me vi através de ti
E sou,
Mais do que alguma vez pedi...

Esta é uma das maiores emoções que se pode sentir... e das mais puras :)
Lindo!

Abraço
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:24
Olá!
Sabes, é muito bom saber que o que sentimos e que sabemos que é bom é reconhecido por quem nos lê... mesmo que por vezes seja com tristeza que se recorde que esse sentimento já viveu em nós... ou com alegria, porque o sentimos no momento ou porque sonhamos vir a sentir...

um abraço grande,
Luis
De Velucia a 1 de Julho de 2008 às 02:43
Sinto-me incapaz de comentar pela emoção e grandeza de suas palavras

Abraços.

De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:24
Olá Vera,

Um abraço muito grande e fico muito contente por teres gostado...

Luis
De Bichana a 1 de Julho de 2008 às 09:58
Há muito tempo atrás li uma frase que era mais ou menos assim e que me ficou "os poetas são como as crianças, quando se sentam os seus pés não chegam ao chão...", este é em parte o teu retrato! O que um simples cabelo apanhado te inspira... fantástico.
Bjnhos
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 10:26
Olá...

Sorrio porque me revejo nessa frase... com orgulho... :) não quero ser diferente, quero ser assim...

muito obrigado pela frase, um beijinho grande
Luis
De Pérola a 1 de Julho de 2008 às 12:26
Vou destacar esta parte:
"E choro,
Porque me vi através de ti
E sou,
Mais do que alguma vez pedi..."
São tantas as vezes que sinto assim...
Está muito bonito, parabéns!

Beijo
De Maria João Brito de Sousa a 1 de Julho de 2008 às 12:44
Amigo! A aula está a decorrer no poetaporkedeusker, no post de ontem. Se as tuas fãs me permitirem, claro...
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 13:15
Olá Maria João, ja fiz uma tentativa...
De Maria João Brito de Sousa a 1 de Julho de 2008 às 14:07
E és mesmo um excelente aluno! Apanhaste o ritmo com muita faciidade!
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 14:17
sabes, não tenho curso superior mas o 12º ano foi todo gasto com Pessoa e amigos... foi muito giro....
De Maria João Brito de Sousa a 1 de Julho de 2008 às 15:07
Olha, eu também resolvi ir trabalhar como guia interprete ao 18 anos. Tenho o sétimo ano antigo, que é mais ou menos a mesma coisa (porque já vou sendo antiga) e só me lembro de ter estudado uma coisa que detestava; Qualquer coisa política e admistrativa da nação. Nunca "marrei" coisa nenhuma. Lia como se o mundo estivesse para acabar e convivia com a poetada toda que frequentava a minha casa e que era a elite da época. Os pintores também lá iam sempre e eu arranjava sempre maneira de os pôr a pintar comigo. Nunca fui muito normal, mas gosto de mim assim...
Abraço!
De sopadepoemas a 1 de Julho de 2008 às 14:45
Está lindo!

Com muito sentimento...

Beijo

Kika
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 16:21
Olá Kika, tento sempre passar sentimento...

um beijinho,
Luis
De jangadadecanela a 1 de Julho de 2008 às 16:38
e fico contente que tenhas gostado!

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS

.pauzinhos...

online