Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

O inicio (ou o fim)

 

Este foi o primeiro post deste blog... Sempre pensei que seria o inicio do tal livro que um dia hei-de escrever... um dia, quem sabe... entretanto e como hoje não tenho a minima vontade de escrever, deixo-vos com este "O inicio (ou o fim)"
 
 
"Chove lá fora. O mar está calmo, ouço-o confidenciar ao sol os seus sentimentos pela lua. Estou sentado nas escadas da varanda branca, como faço todas as manhãs desde que para aqui vim. É a minha maneira de dizer bom dia ao mundo. Fico aqui um pouco, num momento em que o tempo passa devagar, ao ritmo dos meus pensamentos. Aproveito para sentir o dia que aí vem. Tenho as mãos na minha caneca que faz do meu café algo especial e único todas as manhãs. Não me imagino viver sem ela. Com ela partilho um pedaço da minha vida todos os dias.
 
Partilhar... Conceito simples de intimidade adquirida, de amor escondido, de felicidade alcançada.
 
Bebo mais um gole do meu café quente, intenso, que aos poucos me vai acordando. Aproveito para me levantar e sigo em direcção à cadeira que dá para a praia. Aí me estendo em companhia de todo o meu ser.
 
Chove. Sinto na pele as carícias da chuva fria. No céu nasce uma história contada pelas nuvens, num cenário sempre em mudança. Sinto Paz. Uma paz amadurecida pelos anos, moldada pelo amor. Ainda consigo sentir a paz, o calor e o aconchego que senti quando te abracei pela primeira vez.
 
Mas não muito longe vai o tempo em que a paz era apenas um momento.
 
A minha alma foi em tempos uma alma perturbada, irreverente, inconformada, sem destino. Procurava a felicidade no amor e na paixão, na intensidade e na luxúria, como um peixe que nada contra a corrente sem saber para onde ir. Comecemos pelo início, pelo dia em que te conheci..."
tags: ,
publicado por jangadadecanela às 10:07
link do post | comentar | favorito
31 comentários:
De Just Moments a 9 de Julho de 2008 às 10:27
Olá..

tenho passado aqui, e realmente escreves muito bem..
De qualquer forma senti-a em "divida" porque não deixava comentários..
Engraçado..e hoje venho comentar o teu 1º post!
Talvez seja mesmo o inicio de uma nova amizade..
e espero poder sempre PARTILHAR nos nossos cantinhos as Nossas vidas!

beijnhos e Obrigada pelas Tuas palavras!
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 11:43
Olá,

Obrigado pelo teu comentário :)))) Já vi no teu blog que um novo ciclo de vida começou e fico muito contente por isso. Espero também que continue a partilha e a amizade!

um grande abraço
Luis

De pingodemel a 9 de Julho de 2008 às 11:51
olá Luis bom dia
...parece-me um bom começo para um livro...e gosto da forma como descreves o inicio "pelo dia que te conheci"
...e hoje estou como tu, não me apetece escrever ...
um abraço
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 12:04
Bom dia Joana...

...fiquemos então na companhia do silêncio ou do ruído, no desejo de ser transparente...

um abraço sentido
Luís

De pingodemel a 9 de Julho de 2008 às 12:13
:)

p.s. mandei-te um mail, mas "isto" deu para aqui um erro, caso não tenhas recebido avisa-me que eu volto a mandar

abraço sentido no meio do silêncio
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 12:24
chegou sim...

:)
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 9 de Julho de 2008 às 13:31
como hoje tb nao me apeteçe escrever, e este post já me tinha sido dado a ler por ti, apenas passo para te dar o tal beijinho doce na xexa
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 14:23
Olá Estrelinha,

Esta falta de vontade deve ter como base um vírus... :)

beijinho terno e doce
Luís
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 9 de Julho de 2008 às 14:34
pois...
possivelmente, ou então é do calor...

beijo na xexa
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 19:51
:)
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 9 de Julho de 2008 às 21:49
outro de boa noite
De MARIA a 9 de Julho de 2008 às 14:23
NÃO SEI PORQUÊ, MAS ESTE TEXTO FEZ-ME CHORAR.. E MUITO.
HOJE NÃO TENHO PALAVRAS!
ABRAÇO.
MARIA.
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 14:25
:((((((((

não era minha intenção estristecer ninguém...

um abraço
Luis
De Bichana a 9 de Julho de 2008 às 14:24
"A minha alma foi em tempos uma alma perturbada, irreverente, inconformada, sem destino. Procurava a felicidade no amor e na paixão, na intensidade e na luxúria, como um peixe que nada contra a corrente sem saber para onde ir." Revejo-me 100% nesta passagem, também já fui assim!
Bjnhos, gostei muito!
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 14:55
Olá,

temos todos tanto em comum... é por isso que se diz que o amor (e tudo o que o rodeia) é universal...

beijinhos
Luís
De sopadepoemas a 9 de Julho de 2008 às 17:54
Olá,

"Paz amadurecida pelos anos"
"A minha alma foi em tempos uma alma perturbada"

Sem dúvida, a passagem dos anos amadurece a nossa paz... quando somos mais jovens sentimo-nos inconformados, querendo mudar o mundo e as pessoas... os nossos sentimentos sentem que não têm paz., não têm sossego...
Os anos passam e essa paz vai sendo adquirida, através da interiorização de que existem coisas que realmente não podemos mudar, mas sim tentar disfrutar, daquilo que elas têm de bom. E aí passamos a nadar não contra a corrente, mas sim a favor dela.

Gostei muito e acho que é um bom ínicio para uma boa história.

Um beijo
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 19:54
Olá Kika,

é verdade, o tempo é um bom companheiro por vezes...

um dia quem sabe, tenho tempo e disponibilidade para escrever... hoje em dia só consigo ter minutos nos quais condenso o que sinto ou senti para partilhar aqui...

abraço
Luis
De MIGUXA a 9 de Julho de 2008 às 19:13
Olá Luis,

Gostei do teu texto...Deu para ver o filme...Os passos que o personagem percorre, os gestos, os sentidos, os sentimentos....

Gostei mesmo, força, vai em frente
Beijo
Margarida
De jangadadecanela a 9 de Julho de 2008 às 19:55
Olá Margarida,

Um dia, quem sabe... com tempo, coragem e vontade...

um grande beijo
Luis
De Maria João Brito de Sousa a 10 de Julho de 2008 às 01:19
Olá Luís... vida complicadita, a minha... nunca tinha lido o teu blog desde o in´cio e não conhecia a riqueza descritiva da tua prosa... fiquei a conhecer e fiquei a gostar.
Recebi um email da editora. A Junta de Freguesia de Oeiras parece ter recebido com muito agrado a ideia da publicação. Estão nas "conversações finais".:)))))))
Um abraço!
De jangadadecanela a 10 de Julho de 2008 às 09:24
Bom dia Maria João,

Obrigado pelo elogio :)))))

Bem, fico mesmo a torcer para que esse livro se concretize! Tu mereces. :))))

um grande abraço
Luís
De Maria João Brito de Sousa a 10 de Julho de 2008 às 12:54
Pelo menos tenho trabalhado muito, Luís. É um belíssimo livrinho de soneto Clássico e eu penso que posso ser uma mais-valia para esta autarquia... ai, que falta de modéstia....:))))
De jangadadecanela a 10 de Julho de 2008 às 12:59
de minha parte, comprarei e darei a conhecer... e acredita que só referencio o que gosto...

desejo muito que esse teu sonho seja realidade...

abraço
luis
De Maria João Brito de Sousa a 10 de Julho de 2008 às 13:12
... desculpa... é que fiquei mesmo babadita.))))))))
De jangadadecanela a 10 de Julho de 2008 às 13:29
:))))
De Velucia a 10 de Julho de 2008 às 04:19
Oi Luís

Espero que não seja o fim do post

Queapenas seja "um fim" da perturbação da alma inconformada, assim como era no início.

Bom dia/tarde e boa noite (temos 4 h de diferença).

Obrigada pela visita.

Abraços.
De jangadadecanela a 10 de Julho de 2008 às 09:26
Olá Vera,

Espero que um dia consiga dar continuidade a este texto... nem que seja só para mim... pelo gosto...

hoje em dia nao é possivel, a minha vida é demasiado exigente em tempo e ando exausto...

obrigado eu pela visita!

Abraço
Luis
De Vanda a 10 de Julho de 2008 às 09:24
Sabes, podias realmente escrever um livro, para mim um texto bom, é aquele em ao ler cada palavra, sinto a como se fosse minha...
Por breves momentos, também eu me sentei na tua varanda, também eu senti a chuva sobre mim.....
Creio que podes ir mais além, creio que o tal livro poderá ser uma realidade, não desistas disso, cá estarei para o comprar e saborear.
Beijos
De jangadadecanela a 10 de Julho de 2008 às 09:28
Olá Vanda,

Obrigado pelas palavras de apoio. Sinto que um dia hei-de escrever, não sei se só para mim, se para tentar publicar (não acredito que seja nada fácil e desconheço totalmente o ramo).

é bom saber que passamos a ideia, o cenário, a personagem... que no fim passamos o sentimento...
é muito bom!

um beijo muito grande
luís

Comentar post

.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS