Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

Carta de Amor

 

Ricardo, aqui fica a resposta a um dos teus desafios... mais vale tarde que nunca...

...

 

Há momentos na vida em que sonhamos em abstracto, em que idealizamos e criamos uma imagem da pessoa que queremos amar… canalizamos todos os nossos sentimentos para essa ideia, em relação à qual vivemos, ou melhor, sobrevivemos…
Há momentos na vida em sentimos um vento quente que nos acaricia a face… é um vento que nos faz pensar… é um vento que nos questiona se não valeria a pena ousar… ousar sentir mais… ousar fazer sentir…
Há momentos em que tudo sai mal, em que tropeçamos, em que gaguejamos, em que nos esquecemos como se articula uma palavra… e mesmo assim nos sentimos bem…
Há momentos em que o carinho e a ternura se sentem na sua plenitude, em que adormecemos preenchidos e em que acordamos rejuvenescidos… mesmo que não tenhamos dormido mais do que cinco minutos…
Há momentos em que sentimos saudade, um aperto no peito que nos impele a regressar aos braços de quem amamos apenas com mais intensidade…
Há momentos em que a distância se relativiza, em que o toque transcende a pele e se sente de dentro para fora…
Há momentos em que deixamos de pensar porque nos sentimos apenas, tu e eu como complemento e como um só… em que um zela pelo outro, em que o importante é preservar o sorriso que nos faz sorrir…
Há momentos em que confiamos de tal forma que somos capazes de fechar os olhos e entregarmos a nossa vida na mão de alguém…
E há um momento em que aceitei que já mais não sou um porque deixei de saber viver sem ti… o meu respirar depende do teu… o teu olhar articula o meu… o teu perfume arrepia e anuncia a tua presença em mim… o teu sorriso pinta o meu… o teu toque abraça-me e diz-me que estou em casa e que daqui não quero sair… e acima de tudo… olho para ti e vejo… o meu Amor… não mais, não menos… simplesmente… tu… o meu Amor.
… E a simples ideia de pensar numa vida sem ti assusta-me… e se um de nós tiver que ir prometamos aqui que encontraremos maneira de nos reencontrarmos… e desta forma ficará apenas a saudade que aguarda o “nosso” abraço…
E a soma de todos estes momentos é a minha vida ao teu lado, preenchida…  e é mais que o sonho e é mais que a própria vida… é uma vida… sentida…
E hoje…
Há este momento em que o sol desperta lá fora e o meu sol desperta ao meu lado… e em vez do bom dia que te dou ao longo de todos estes anos... hoje… te peço...
Casa comigo…
publicado por jangadadecanela às 14:45
link do post | favorito
De Subjectividades a 4 de Agosto de 2008 às 15:04
Hau....cruzes credo até fiquei com pele de galinha!!!
Nem sei o que comentar amigo! Fiquei emocionada e só faço força, muita força para que esse querer se realize.

Um abraço
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.quem sou...

.Poesia


.pesquisar

 

.posts recentes

. Natal

. Viagem

. Amanhecer

. Esperança

. Sabor a Saudade

. É assim... e que sempre a...

. Infinito

. ...

. Ser

. 21 DE JULHO

. ...

. Tão Veloz Como o Desejo

. Alto Douro Vinhateiro

. O meu leito

. Astrolábio

. Aberto ou Fechado

. ...

. Risco

. SER...

. Partes

.favorito

. DE MÃO NA MÃO

. O CORAÇÃO ...

. DIVAGANDO ...

. AMOTE

. PORQUE...

. NÓS

. "HÁ GENTE QUE FICA NA HIS...

. OBRIGADA POR SERES EGOÍST...

. OU É UMA COISA OU OUTRA

. VAMOS TIRAR UMA FOTO?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

RSS